VIAJANDO PARA PARIS: O QUE VOCÊ PRECISA SABER | HOTÉIS, ATRAÇÕES, COMPRAS E TAX FREE

Viagens

O post de hoje é a parte 3 do Guia de Viagem sobre Paris. Nele eu falo um pouco sobre hotéis, atrações, compras e tax free. Eu espero que vocês gostem e que seja útil de alguma forma.Para  conferir a primeira parte, na qual falo sobre os sobre os aeroportos de Paris é só clicar aqui e se você quiser acessar o guia sobre o seu o seu transporte público é clique aqui.

Hotéis

Em Paris há uma infinidade de opções em hotéis para se hospedar, tornando difícil tomar a decisão de qual hotel escolher. Geralmente eu verifico três aspectos tentando encontrar um balanço entre eles para decidir o que melhor se enquadra nos meus padrões. Estes aspectos são preço, localização e proximidade com o metrô.

A primeira coisa para limitar a busca é selecionar a faixa de preço que eu gostaria de pagar no hotel, então vejo as fotos e seleciono os que acho melhores. Então pesquiso sobre a região na qual ele se encontra para ter certeza que aquele bairro não é conhecido por ser perigoso e se há comércio por perto. Após verificar a localização sempre checo o metrô, pra mim o hotel tem que ser próximo de uma estação e se for possível uma estação na qual passa mais de uma linha (para facilitar a locomoção dentro da cidade). Então escolho o hotel que melhor se enquadrar dentro destes três critérios.Os hotéis que já fiquei em Paris e que recomendo:

  • ibis Paris Berthier Porte de Clichy – o hotel é localizado bem próximo ao metrô, só que quando me hospedei nele estava viajando com a excursão, então não explorei muito bem a área do hotel. A minha impressão foi boa e gostei bastante.
  • Mercure Paris La Défense 5 Hotelo hotel não fica localizado tão próximo ao metrô (cerca de 10-15 min de caminhada), então eles disponibilizam uma vã que faz o trajeto a cada meia hora, mas você precisa informar na recepção que você tem a intenção de utilizá-la antes. Para o trajeto no sentido oposto, tem um interfone na estação que você se comunica com a recepção do hotel, dessa forma a vã irá para a estação no horário seguinte a sua ligação. Eu gostei bastante do hotel e da região La Défense.
  • Citadines La Défense Paris – o hotel fica muito próximo da saída 4 do metrô, a estação é a penúltima da linha 1 (Esplanade de La Defénse).  Eu adorei o hotel, principalmente porque possuem cozinhas compactas. Durante a viagem, eu e minha família descíamos na estação Grande Arche de La Défense, comprávamos comida congelada tem um mini mercado e a parte de comida da loja de departamento da Marks & Spencer (M&S). Eu e a Thaís somos loucas pelas comidas de micro-ondas da M&S, principalmente o macarrão carbonara, espaguete e lasanha à bolonhesa da seção italiana. Depois voltávamos para o hotel porque tínhamos o bilhete de metrô para o dia inteiro. Então economizamos bastante com os jantares.

Clique aqui pesquisar hotéis em Paris.

Atrações
Em Paris o que não falta são lugares para conhecer, por isso selecionei as atrações mais famosas para falar um pouco sobre elas aqui.

Torre Eiffel:  é uma torre de ferro de 324m de altura construída no século XIX para a Exposição Universal de 1889. Em 1909-1910 a torre quase foi demolida, sendo salva devido à sua utilidade como uma torre de rádio, algumas das primeiras transmissões de rádio foram feitas nela. A Torre Eiffel é pintada a cada 7 anos e sua cor é decidida pelo voto dos cidadãos parisienses. A duração do tempo de pintura é 18 meses e custa em torno de 4 milhões de euros.
As filas para entrar na Torre Eiffel são gigantes, por isso é altamente recomendável que a compra dos bilhetes seja feita com antecedência.
Depois que escurece há o Show das Luzes da Torre Eiffel, a cada hora a torre brilha por 5 minutos. O melhor lugar pra ver o show é o Trocadèro.

Horário de funcionamento: meio de junho à começo de setembro | elevador e escada 9:00-00:45 (último elevador para o topo é onze horas e para o segundo andar é meia noite)
resto do ano | elevador 9:30 – 11:45 (último elevador para o topo é dez e meia e para o segundo andar é onze horas) escada 9:30-18:30 (última admissão às 6 horas, mas este horário pode ser estendido dependendo do número de visitantes.

Preços: entrada pelo elevador até o segundo andar | € 9,00 (adultos) € 7,50 (jovens de 12 a 24 anos) € 4,50 (crianças de 4 a 11 anos)
entrada pelo elevador até o topo | € 15,00 (adultos) € 13,50 (jovens de 12 a 24 anos) € 10,50 (crianças de 4 a 11 anos)
entrada por escadas até o segundo andar | € 5,00 (adultos) € 4,00 (jovens de 12 a 24 anos) € 3,00 (crianças de 4 a 11 anos)





Catedral de Notre Dame:  é uma igreja gótica que foi concebida no século XII e concluída no século XIV, levando mais de 100 anos para ser construída. Depois de ser negligenciada por um período, a igeja volta a imaginação popular com a história do corcunda de Notre Dame escrita por Victor Hugo no século XIX.
As estátuas de gárgulas e quimeras foram adicionadas no século XIX, enquanto as gárgulas foram feitas pra prevenir os danos causados pela água nas paredes da igreja as quimeras só tem função decorativa.
O passeio pela área principal da igreja é gratuito, mas há passeios adicionais que valem à pena. Como é o caso do tour pelas torres. Há também o tesouro da catedral que é localizado na sacristia e mostra objetos litúrgicos feitos de outro principalmente.
Horário de funcionamento: salão principal | 8:00 – 18:45 (nos sábados e domingos a igreja fecha 19:15)
tesouro da catedral | segunda a sexta 9:30 – 18:00 ; sábado 9:30 – 18:30 e domingo 13:30 – 18:30
tour pelas torres | 1 abril a 30 de setembro 10:00-18:30; nas sextas-feiras e sábados durante os meses de julho e agosto 10:00-23:00 e 1 de outubro a 31 de março 10:00-17:30 (a última admissão é 45 min antes do horário de fechar.
Preço: salão princial | grátis
tesouro da catedral | €3,00 (adultos) €2,00 (jovens entre 13 e 26 anos) € 1,00 (crianças entre 6 e 12 anos)
tour pelas torres | € 8,50 (adultos) € 5,50 (tarifa reduzida)




Palácio de Versalhes: é um dos maiores e mais opulentos palácios do mundo, sendo o castelo mais visitado da França. Ele possui aproximadamente 2.143 janelas, 1.252 larreiras e 67 escadas.
Ele foi construído no século XVII pelo Rei Luís XIV e serviu de inspiração para muitos castelos e jardins em toda a Europa. O Tratado de Versalhes que deu fim à Primeira Guerra Mundial foi ratificado em 1919 na Galeria dos Espelhos.
Por ser uma conexão com a monarquia, durante a Revolução Francesa o Palácio foi quase destruído. Suas obras de arte passaram a fazer parte da coleção do Museu do Louvre, incluindo a Mona Lisa e os livros foram para a Biblioteca Nacional. Todo o rico mobiliário foi leiloado à fim de obter dinheiro para financiar o novo governo.
O Palácio só se tornou um museu em 1873, no entanto, a restauração só foi possível com a doação de 60 milhões de francos pelo investidor estadunidense John Rockefeller. Algumas peças do mobiliário conseguiram ser reavidas por Verlet na década de 1960.
Horário de funcionamento: 1 abril a 31 de outubro | Palácio terça à domingo 9:00 – 18:30; Grande Trianon e Domínios de Maria Antonieta terça à domingo 12:00 – 18:30 pm; Jardins segunda à domingo 8:00 – 20:30 e Parque segunda à domingo 8:00 – 20:30 para pedestres
1 novembro a 31 de março | Palácio terça à domingo 9:00 – 17:30; Grande Trianon e Domínios de Maria Antonieta terça à domingo 12:00 – 17:30 pm; Jardins e Parque segunda à domingo 8:00 – 18:00.
A bilheteria fecha 40min antes de fechar e a última admissão é 30min antes de fechar.
Preços: Palácio | € 15,00
Passaporte (Palácio, Grande Trianon e Domínios de Maria Antonieta) | € 18,00

 

Museu do Louvre:
é um dos maiores museus do mundo, sendo abrigado no Palácio do Louvre, que foi contruído no século XII. O conceito de transformar o Louvre em um museu surgiu no século XVIII, abrindo ao público em 1793.
Nas décadas de 1980 e 1990 o palácio passou por uma grande reforma, a fim de ser mais acessível e cômodo aos visitantes.
A coleção de pinturas do Louvre é uma das mais ricas, representando todos os períodos da arte européia até a Revolução de 1848. As obras após esta data estão no Museu Orsay. Além disso, há exposições da pré-história e é neste museu que se encontra a famosa Mona Lisa.
Horário de funcionamento: segunda, quinta, sábado e domingo | 9:00 – 18:00
quarta e sexta | 9:00 – 21:45
Os cômodos começam a fechar 30min antes.
Preços: coleção permanente | € 12,00
exibições no Salão de Napoleão| € 13,00
entrada das duas exibições | € 16,00
Visitantes menores de 18 anos tem entrada gratuita e a entrada do museu é de graça para todos no primeiro domingo de cada mês entre março e outubro.
Os jovens entre 18-26 anos não pagam para entrar no museu todas às sextas-feiras a partir das 18:00.


Basílica de Sacré Cour: é uma basílica no topo do ponto mais alto de Paris, o monte Martre. A Basílica do Sagrado-Coração foi construída no século XIX como pagamento de uma promessa feita por Alexandre Legentil e Hubert Rohault de Fleury de construir uma igreja caso a França sobrevivesse às investidas do exército alemã durante a guerra Franco-Prussiana.
Um dos sinos mais pesados do mundo se encontram nesta basílica e possui 3 metros de diâmetro.
Horário de Funcionamento: todos os dias 06:00 – 22:30 (última admissão é 22:15).
Preço: Basílica | de graça para todos
Cúpula e cripta | € 8,00 (adultos) e € 5,00 (crianças entre 4 e 16 anos)
Cúpula | € 6,00 (adultos) e € 4,00 (crianças entre 4 e 16 anos)
Cripta | € 3,00 (adultos) e € 2,00 (crianças entre 4 e 16 anos)



Compras e Tax Free

Eu, particularmente, não considero Paris uma cidade para compras. Quando visitei a cidade, só comprei produtos para pele da Vichy e La Roche Posay que estavam na promoção na farmácia da estação La Dèfense.  Então não tenho nenhuma experiência para falar pra vocês à esse respeito. Procurando pela internet encontrei estes dois posts que são bem completos no quesito compras: Conexão Paris – Onde Comprar e Paris para Brasileiros – Melhores lugares para fazer compras.

Um assunto sobre compras muito importante é o Tax Free, porque com ele você consegue reaver uma parte do valor do imposto que você pagou nas suas comprinhas por não ser residente da União Européia. Por isso, vale à pena checar nas lojas antes de comprar se elas oferecem o Tax Free, normalmente as lojas tem um adesivo na vitrine. O valor mínimo na França para eles emitirem o formulário é € 175,01. Para preencher o formulário é necessário estar com o passaporte. Além disso, se o formulário estiver incompleto ou preenchido incorretamente, não haverá o reembolso.

Para requerer o reembolso você precisa carimbar suas notas e formulários num guichê antes de fazer o check-in. O funcionário pode pedir para verificar suas compras, então é recomendado que as deixe na bagagem de mão. Depois, haverá um quiosque onde você poderá reaver o valor das taxas em dinheiro ou no seu cartão de crédito.

Posts Relacionados

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *