viagens category image

O Castelo de Chambord ou Palácio de Chambord, como preferir, é o maior de todos os Palácios do Vale do Loire. Foi construído no início do século XVI (1519 a 1547) com o intuito de servir como Palácio de Caça para o Rei Francisco I, aquele que teve Leonardo da Vinci como seu conselheiro.
Alguns historiadores acreditam ter sido Leonardo da Vinci o responsável pelo desenho original do Palácio de Chambord e atribuem a ele o planejamento da escadaria em dupla-hélice (basicamente, são como duas escadas espirais entrelaçadas) encontrada no centro do Palácio. Quem subir ou descer pelos caminhos diferentes da escadaria, apenas se encontrará em cada piso.
Apesar de ter sido construído para servir de apoio às caças do Rei Francisco I, o Palácio de Chambord foi pouco habitado; estima-se que Francisco I passou em Chambord, pouco mais de sete semanas, incluindo as curtas temporadas de caça. 
 A história de Chambord oscila entre a glória e o abandono nos centenas de anos desde a sua construção. 
Com a Revolução Francesa o Palácio foi quase totalmente depredado, sendo os móveis vendidos ao preço da sua madeira ou queimados nas lareiras para aquecer os quartos durante as vendas. Somente depois da Segunda Guerra Mundial que ele foi restaurado e hoje é uma das principais atrações turísticas do Vale do Loire.
Uma coisa interessante que eu descobri à respeito de Chambord que eu nem imaginava, foi que a Monalisa e a Vênus De Milo, que “residem” no Museu do Louvre em Paris, foram alí “hospedadas” durante a Segunda Guerra Mundial. 
Somente a título de curiosidade:

O palácio contém 440 salas, 365 lareiras e 84 escadarias. Quatro abóbadas rectangulares, uma em cada piso, tomam uma forma de cruz.
Os telhados de Chambord contrastam com as massas da sua construção e têm sido comparados frequentemente com a silhueta de uma cidade: mostram onze tipos de torres e três tipos de chaminés, sem simetria, enquadrados nas esquinas pelas torres maciças. O desenho tem paralelo com o Norte da Itália e as obras de Leonardo.

Categoria: Viagens
Post by Carol
1 Comentários

1 Comentário

Deixe o seu comentário!